Bloqueio criativo? 11 formas de se livrar dele

Existem aqueles dias em que o trabalho criativo simplesmente não vai em frente. Parece impossível criar alguma coisa, qualquer coisa que seja. O nome disso é bloqueio criativo.

Eu mesma, antes de escrever este artigo, estava passando por um destes momentos.

Depois de algumas horas de luta em frente ao computador decidi usar algumas das técnicas que sugeri nesta lista e tudo finalmente começou a fluir.

Por isso, resolvi compartilhar neste artigo minhas principais dicas para se livrar do bloqueio criativo e começar a produzir conteúdo já!

1) Use caneta e papel

Uma das minhas formas favoritas de me livrar do bloqueio criativo é usar papel e caneta – ou um lápis.

O que funciona muito bem comigo é pegar um caderno e escrever tudo que está se passando na minha cabeça. Desde as minhas preocupações do dia a dia até meus martírios para escrever um texto, por exemplo.

Eu escrevo ou desenho o que vier na minha mente.

Às vezes faço listas de problemas, às vezes agradeço pelas coisas que tenho, às vezes crio uma espécie de diário contando tudo que tem acontecido.

Eu tenho feito isto diariamente, e escrever desta forma, regularmente, tem sido essencial para me trazer mais calma, além de limpar e organizar minha mente para que ela esteja pronta para criar.

2) Ouça música

Eu não sei como funciona com vocês, mas quando eu ouço música eu viajo muito nas letras e na melodia.

Escutar música tem um efeito poderoso sobre a minha criatividade, me livrando quase que instantaneamente do bloqueio criativo, principalmente quando preciso escrever algo menos técnico.

As músicas têm um efeito impactante sobre a minha criatividade. Diversas vezes elas são uma espécie de faísca que dá início a todo o processo criativo.

Já quando estou produzindo algo mais técnico e difícil costumo usar músicas instrumentais e que me façam focar no trabalho. Isso também me estimula e me faz “pegar no tranco”.

Uma das minhas playlists favoritas é esta, do Matheus, chamada Produtividade no Spotify.

3) Caminhe – ou corra – ao ar livre

Para mim, caminhar e correr ao ar livre são, disparadas, as melhores forma de me livrar do bloqueio criativo.

Quando não consigo produzir porque estou nervosa, ansiosa ou irritada, correr me ajuda muito. É uma forma de liberar minhas energias, já que a atividade me desgasta bastante.

Quando toda a tensão se dissipa – junto com o último suspiro de uma jovem sedentária – eu sinto que um peso saiu das minhas costas. Neste momento a criatividade flui.

Já quando estou mais tranquila, mas, ainda assim preciso me livrar do bloqueio criativo ou simplesmente quero criar algo novo, eu saio para caminhar.

O fato de me colocar em movimento e fazer algo que não inclua olhar para um retângulo luminoso faz meu sangue circular e o bloqueio criativo se dissipar.

Minhas melhores ideias tanto para os textos do meu blog quanto para minhas poesias vêm das caminhadas. É claro que ajuda se a temperatura estiver agradável e o lugar onde você está for tranquilo e inspirador.

4) Faça algo completamente novo

Algo que revolucionou a forma como lido com a criatividade e o bloqueio criativo em si foi começar a fazer atividades completamente diferentes do que estava acostumada.

O ato de sair da minha zona de conforto e mexer com meu corpo e meu cérebro de uma maneira nova foram transformadores.

Além de fazer minha criatividade fluir, o desafio de fazer algo novo me fez perceber que eu era capaz de muito mais do que imaginava. E isso impacta positivamente na nossa forma de criar.

Em pouco tempo comecei a desenhar, escrever poesias, pintar, praticar windsurfe e até jiu jitsu.

Tudo isso me ajudou e tem me dado mais confiança e me ajudado a desenvolver meu trabalho e influenciado na forma como eu vivo e crio.

A atividade, em si, ajuda muito. Mas, enxergar o mundo por uma nova perspectiva é o principal benefício de fazer algo novo.

5) Fique entediado

Outra forma excelente de livrar-se do bloqueio criativo é se permitir não fazer nada.

Quando você não faz nada e se permite ficar entediado sua mente começa a pensar, o que acaba não acontecendo com tanta frequência com o excesso de informações que consumimos – redes sociais, televisão, livros, etc.

Sabe aquele ditado que diz “Mente vazia, oficina do diabo”?! Esqueça! Mente vazia é sinônimo de criatividade.

Permita-se passar um tempo em sua companhia sem fazer nada. É bem provável que sua mente comece a fervilhar de ideias – não é o que acontece durante o banho?!

Apenas lembre-se de ter papel e caneta em mãos para anotá-las.

6) Mude de ares

Trabalhar sempre no mesmo lugar, ou em casa, muitas vezes pode acabar com a nossa criatividade.

O simples fato de estar em um ambiente totalmente novo, estimulante e confortável para trabalhar é uma ótima forma de estimular sua criatividade.

Além da mudança de ambiente, em espaços de coworking e coliving é sempre possível encontrar outros criativos com quem podemos trocar ideias. E isto que pode ser revitalizante.

7) Compartimentalize os problemas

Muitas vezes o que acontece comigo quando sofro com o bloqueio criativo é que estou passando por algum tipo de problema – relacionado, ou não, ao trabalho.

Quando isto acontece, meu cérebro trava e, por mais que meu consciente não esteja ativamente pensando naquele problema, o meu subconsciente está lá me pressionando.

Isto mata minha criatividade.

Algo que tem me ajudado é buscar compartimentalizar e ser o mais racional possível.

Por exemplo, quando percebo que tem algum problema me incomodando eu pego papel e caneta. Lá escrevo o que está me incomodando, o motivo de estar me sentindo como estou me sentindo e o que posso fazer com relação à isto.

Também imagino o pior cenário possível e penso em como eu poderia resolver o problema. Geralmente, este processo já me deixa mais calma.

Além disso, por mais que algo esteja me incomodando, busco lembrar do que aquele problema pode me ensinar.

Depois de reconhecer e aceitar toda a situação, tento colocá-la de lado para que eu possa trabalhar com mais calma.

Se me sinto ansiosa, elétrica ou não consigo me concentrar,  literalmente, corro pra dica 3.

8) Deixe a tecnologia de lado

A tecnologia é um dos maiores vilões da nossa criatividade. Por mais que estejamos assistindo à filmes, séries, documentários, TED’s ou lendo livros, ainda estamos consumindo informação.

Apesar de ser essencial para qualquer criativo abastecer-se de referências e inspirações, a tecnologia é uma faca de dois gumes.

Quando estamos tentando nos livrar do bloqueio criativo ela pode ser muito nociva. Isto porque a tecnologia costuma não deixar nossa mente pensar. Ela é a forma perfeita para procrastinar e tirar nosso foco do que realmente importa – o trabalho criativo.

Eu, por exemplo, quando ficava entediada ou perdia minha linha de raciocínio, muitas vezes, corria para o telefone. Rolava o feed do Instagram, respondia às mensagens no WhatsApp. Tudo isso servia como uma forma de me tirar da atividade criativa e fazer com que eu saísse do fluxo.

Dar um tempo da tecnologia quando estamos sofrendo de um bloqueio criativo pode ser a melhor forma de voltar à ação e criar.

9) Limite-se

Um dos principais problemas dos seres humanos é que nós ficamos doidos e perdidos quando temos muitas opções.

Um dos meus principais pavores é quando eu posso escrever sobre qualquer coisa. Escrever sobre qualquer coisa quer dizer que eu posso mesmo escrever sobre qualquer coisa. E que eu vou precisar escolher.

E a tarefa de escolher e de pensar sobre o que vamos escrever – fotografar, diagramar, etc – pode ser tão desgastante quanto produzir conteúdo.

Quando nos restringimos e nos limitamos – à um tema, um equipamento, uma paleta de cores – temos mais facilidade em criar e sermos, de fato, criativos. Podemos trabalhar com mais liberdade com poucas opções.

Parece contraditório, mas realmente funciona.

Um fotografo fotografando com apenas uma lente e uma câmera, por exemplo, vai precisar se esforçar muito mais para fazer algo bom. Se esforçar significa pensar mais, fazer o cérebro trabalhar. E isto é perfeito para livrar-se do bloqueio criativo.

10) Aprenda sobre criatividade

Muitas vezes temos uma visão limitada sobre criatividade e sobre o processo de criação em si.

Entender mais sobre criatividade pode fazer com que você consiga se libertar destes bloqueios a longo prazo, além de desenvolver hábitos para mantê-la fluindo.

Quer aprender mais sobre o tema? Então veja aqui uma lista com meus 7 livros favoritos sobre o tema que vão te ajudar a ser mais criativo.

11) Faça o que precisa ser feito – mesmo que esteja uma bosta

Por último, mas não menos importante: faça o que precisa ser feito.

Muitas vezes, o que precisamos fazer para nos livrar do bloqueio criativo é, simplesmente, começar.

Às vezes demora para engrenar, às vezes não engrena. Mas, tá tudo bem. O fato de se colocar à disposição do seu trabalho e da sua mente, fazer com que ela funcione, já é um grande passo.

Quando você se coloca em movimento faz com que a energia comece a fluir e você ganhe tração. A partir daí, fica muito mais fácil criar. Foi assim que este texto começou.

 


 

E aí, tem mais alguma dica para livrar-se do bloqueio criativo? Compartilha com a gente nos comentários. Vamos adorar saber!

E se gostou desse post e quer salva-lo, ou simplesmente quer compartilhar com mais gente, salva a imagem abaixo no seu mural no Pinterest. E se ainda não me segue por lá, é só clicar aqui e começar a seguir!