Black & White mood

_MG_6069-1

Ultimamente eu tenho muita coisa na minha cabeça. Eu sinto como se estivesse em milhares de lugares ao mesmo tempo, mas ainda assim presa em um único lugar. Eu sinto como se o tempo estivesse passando muito depressa, mas ainda assim, muito devagar. Constantemente eu acho que estou passando tempo demais longe das pessoas que eu mais gosto, e sei que elas não vão ficar aqui para sempre. Constantemente eu sinto remorso por estar aqui e não lá, e quando estou lá sinto remorso por estar lá e não aqui. Constantemente eu acho que estou deixando muita coisa importante para trás, que precisava fazer mais. Constantemente eu acho que deveria dar mais atenção ao que estou fazendo agora, em vez de pensar demais no futuro. Constantemente eu acho que deveria gastar um pouco do meu tempo com coisas bobas e ficar despreocupada.Nessas horas eu me pergunto: “Eu estou me preocupando demais, não estou?”, “Sim!”, “Não!”, eu respondo. A verdade é que eu não sei, mas na maioria das vezes minha tendência é responder que eu estou atrasada. Pode parecer besteira, mas a gente não deveria esperar pra ser feliz, certo? A felicidade deveria ser o caminho, eles dizem. Mas e quando a gente pega o caminho errado e é covarde demais pra voltar atrás sem medo, sem pensar?

_MG_6109-1

_MG_6115-1

_MG_6119-1

_MG_6126-1

Minhas palavras aqui são bagunçadas como meus pensamentos, dizem muito mas não dizem nada ao mesmo tempo. Eu raramente consigo ouvir meus pensamentos, e quando consigo parar pra ouvi-los só ouço murmúrios. Parece uma daquelas festas de família, onde todo mundo fala ao mesmo tempo, e todos começam a falar mais alto, e mais alto pra se fazer escutar, e no fim, não se ouve nada nem ninguém. Queria, por alguns dias, apertar o “pause”, organizar meus pensamentos, um por um, olhar pra cada um deles separadamente, e resolver tudo. Mas enquanto eu não vivo num filme, eu continuo aqui tentando achar a solução pras minhas crises existenciais, e acreditando que escrever vai me ajudar a clarear meus pensamentos enevoados, onde minha única certeza é que, apesar de tantas incertezas, eu  tenho o mais importante, pessoas incríveis que estão e estarão do meu lado, independente de todos esses questionamentos.

_MG_6129-1

_MG_6128-1

_MG_6071-1

_MG_6064-1

_MG_6038-1

_MG_6017-1

  • Adorei seu texto! Muito bem escrito e profundo. PARABENS.

  • Parabéns pelo texto e fotos.

    • Muito obrigada, Adriano! Fico feliz que gostou! 😉

  • Pitanga, ¨vermelho¨, na língua indígena, uma das minhas frutas favoritas. Que foto! Obrigada a Laís, fotógrafa.

    • Eu também gosto de pitanga, mas não está entre as minhas favoritas. Mas eu gosto desse pé porque ele foi dado aos meus pais na maternidade quando nasci 🙂