Nosso primeiro dia em Tulum e nossas primeiras impressões

Há alguns anos vi umas fotos de Tulum em algum lugar da internet e a partir daí passei a sonhar com o dia que conheceria as praias de areias claras e água azul celeste. Eu podia sentir daqui que era um lugar diferente, com uma vibe tranquila. Ao chegar lá, nossas suspeitas se confirmaram e nos apaixonamos logo de cara.

Ao desembarcar na rodoviária percebemos que todos que estavam ali eram estrangeiros e que tinham um jeito tranquilo, aqueles cabelos desarrumados, mochila surrada nas costas, queimaduras de segundo grau pelo corpo e chinelo nos pés. Ninguém estava arrumado como se fosse à uma festa – como as pessoas costumam ir à praia aqui no Brasil.



A few years ago I’ve seen some pictures of Tulum somewhere and since that day I’ve dreamed about seeing that white sand beaches and that clear blue ocean. I could feel it in my guts that Tulum was a different place. When we arrived there we realized we were right, and we fell in love with it.

When we got off the bus we realized everyone there was foreign and had this peaceful vibe, messy hair, an old backpack, sunburns and flip-flops. Nobody was even near overdressed like they were going to a party – like people usually dress here in Brazil.

Saímos da rodoviária e caminhamos em direção ao hotel em que ficaríamos hospedados na primeira noite. O Hotel Casa Sofia ficava a apenas 3 quadras do terminal de ônibus e encontramos ela com facilidade. Estávamos cansados, com fome e calor. Fomos muito bem recepcionados ao chegar no hotel, que naquela altura nos pareceu um oásis no meio do deserto, e recebemos uma recomendação maravilhosa de onde comer.

We left the bus terminal and walked towards the hotel we were staying during our first night. Hotel Casa Sofia is only a few blocks away from the bus station and we could easily find it. We were really tired, feeling so hot and hungry that when we entered the hotel we felt like we had discovered an oasis. We were welcomed by this gentle guy who helped us and recommended a great restaurant nearby for us to eat.

Maiô: Marbobrow

Partimos em direção ao Don Cafeto, um restaurante simples mas com uma comida deliciosa! Tão boa que comemos no mesmo restaurante mais duas vezes depois daquele dia. Uma das melhores coisas do México (além das pessoas, praias, cenotes., etc) é que sempre que você pede qualquer coisa eles vão te trazer um aperitivo, que geralmente é um bom prato de tortillas com vários molhos deliciosos (e muito picantes).

We walked to Don Cafeto, a simple restaurant that serves one of the best Mexican food we’ve had during the whole trip – and the best mojitos. We actually went there twice after that day. Well, and one of the best things about Mexico (besides people, beaches, cenotes, etc) is that wherever you go you’ll always (well almost always) get free and big appetizers, usually tortillas with great – and spicy – sauces.

Depois de estarmos devidamente alimentados, caminhamos pelas ruas da cidade e a cada passo que dávamos éramos conquistados ainda mais (isso que nem tínhamos visto o mar). Aquelas ruas cheias de bicicletas, o clima tranquilo, as pessoas simples, as lojas cheias de um milhão de coisas bonitinhas.

Mas o que mais nos deixou confortável foi ver que o tipo de turismo em Tulum é diferente de muitos lugares. Quem vai para lá vai para a natureza, para cuidar e observar, sabe? A própria administração da cidade é preocupada em cuidar do meio ambiente, não deixar que construam grandes hotéis (amém) e vários restaurantes adotam atitudes simples, mas que fazem a diferença, como não oferecer canudos aos clientes para evitar a poluição. E, aparentemente, o turista que vai para lá está nessa mesma vibração.

After we were fed up we walked around the city and we fell in love with it even more (and we hadn’t even seen the beach). Those streets full of bicycles, the peaceful vibe, those simple people, the stores full of lots and lots of cute things.

But what made me fell so in love with Tulum was seeing that there’s a different kind of tourism there. People who go there go to take care of the nature and just enjoy it. The city’s administration is concerned that it doesn’t become another Cancun and forbids people to build those big hotels (amem to that) and lots of restaurants don’t even use straws anymore, worried about pollution. And apparently, the tourist who goes there is in the same spot.

É fácil se deixar levar pela cidade, tanto no pueblo como na praia. Observando a cidade podemos perceber que Tulum vai muito além de ser uma cidade turística em si. Tulum te abraça com um estilo de vida despreocupado e saudável, onde as horas passam mais devagar e você pode desacelerar tomando um banho numa piscina, cenote ou no mar caribenho.

Is easy to fell like you belong there, in pueblo, on the beach. While observing the city we’ve realized that Tulum goes beyond a touristic city. Tulum embraces you with its easygoing and healthy lifestyle, where time goes slow and you can just slow down while taking a dip into a pool, a cenote or even the Caribbean sea.


E aí, gostou do post? Se quiser você pode salvar este post no seu Pinterest através da imagem abaixo. Não me segue lá ainda? Então corre e clica nesse link!

E aSalvarSalvar

SalvarSalvar